25 de novembro de 2016

Nadar com os peixinhos

Há 15 anos fui ao oceanário com a minha família. Com 9 anos, andei a correr por aqueles corredores escuros com manchas de luz extasiada por aquilo tudo. Há dias voltei, sem expectativas e sabendo que certamente não teria a mesma reacção; estava bem enganada! Aquilo continua fascinante. Além da exposição permanente, vi as "Florestas Submersas'' de Takashi Amano, com as florestas tropicais num aquário pequeno (comparando com os restantes) mas fabuloso. Além da beleza dos elementos naturais, a música criava um ambiente surreal.



















 


A noite acabou com o concerto dos Cure   uma das minhas bandas favoritas. A maioria do público teria entre os 40-60 anos, e o restante seria da minha geração. Posso usar aquele cliché do tipo '' ai e tal, a música une as pessoas'' mas o facto é que isso é mesmo verdade. Não se trata apenas de se gostar da música deles mas, na minha opinião, gostar também ao que ela está associada. Os Cure fizeram parte da banda sonora da minha vida desde a adolescência e isso aconteceu o mesmo com as pessoas mais velhas que lá vi. Foi uma bomba de nostalgia (eu sei que tenho só 23 anos, mas no fundo sou uma velha), reforçada pela imagem do vocalista que não mudou - à exepção dos cabelos brancos - o penteado, o jeito meio esquizofrénico de tocar guitarra e a forma de dançar. Foi bonito e quis aproveitar, não vá o Robert morrer este ano, que isto anda complicado!



15 de novembro de 2016

Jinger's - o que ando a fazer


Este início de Outono não está fácil, a temperatura não nos ajuda a lembrar que o frio está a aí mesmo a chegar (ahh, contive-me em usar o winter is comming) mas o certo é que ele há de vir. 
Na minha Jinger's, o Inverno tem que ser preparado enquanto ainda está calor e desde finais do Verão que as coisas mais aconchegantes começam a ganhar proporção no meu atelier, confecção e espaços onde vendo as minhas coisas. Hoje trago-vos um pouco do que tenho feito e convido-vos a espreitarem o meu facebook :)

Nunca tive grande oportunidade para falar um pouco sobre a minha intenção para esta colecção. Não sei bem o momento em que tive a ideia para o ponto de partida mas o certo é que aos poucos a ideia foi-se tornando clara: anos 40! Mas isso é tão vago... Princípios? Finais? Em que país? Uma linha mais clássica ou a mais vanguardista da época? A verdade é que acabei por me focar no período da segunda guerra mundial até aos finais dessa década. 

As fotos que me puxaram para este lado foram várias tiradas em momentos de despedida e chegada dos soldados. Sempre gostei dessa temática, quer registada em pintura, cinema, fotografia, música..., por isso foi um caminho tomado muito naturalmente. Em baixo estão algumas das que gostei.





Aqui fica uma amostrinha do que tenho mostrado online, se tiverem curiosidade, é entrar aqui :)











7 de novembro de 2016

365 Outubro

Passo cá uma vez por mês, uns dias mais atrasada que outros, mas estou sempre cá... sou uma menstruação?

A primeira foto do mês é do feriado, dia de ir ver os Mirós, mas preferi escolher uma de Campanhã.



Esta é a Helena, quem eu escolhi para a segunda porção de fotos que fiz para a minha marca Jinger's



Esta é a minha vista, em algumas das vezes, durante os dias que faço mercado na praça das Cardosas




Obrigada a todos que vêm cá, mesmo não podendo retribuir o vosso tempo imediatamente!

6 de outubro de 2016

365 Setembro

Foi isto que sobrou do meu mês de Setembro. O início foi em Lisboa (novidades em breve), o meio foi em casa, com o meu carro esmurrado e o fim, no meu quarto, com a sessão fotográfica da Jinger's.
Mal tenho fotografado e esqueci-me que o blog fez quatro anos! Mas, pelo menos,  tenho feito roupa da qual me orgulho, hei de vos mostrar aqui.








5 de setembro de 2016

365 Agosto


O que raios é que eu fiz em Agosto? A sério que não me lembro... De certo não foi grande coisa, se não me lembro! Tirei poucas fotos, só de coisas que fugiam à minha rotina. Os passeios na baixa merecem sempre uma foto, assim como a minha ida a Cabeçeiras de Basto e à Costa Nova em Aveiro, ambas pela primeira vez. O mês acabou com jantares e varandas com vista para a cidade.